quarta-feira, 19 de março de 2014

Como eu me dei conta de que hoje era o Dia de Saint Germain






Sou da opinião de que todos nós, seres espirituais vivenciando essa Energia densa que denominamos  matéria,  estamos  todos interconectados, de alguma maneira experimentamos, sentimos o Transcendente em nossas vidas.
Há mais ou menos uma semana estou resfriada, faz um bom tempo ( creio que mais de sete anos!) que não fico tão "baqueada" como estou agora. E justamente hoje, logo pela manhã,  veio à mente aquela afirmação: "Acho que devo fazer uns Apelos e Decretos à Chama Violeta para ver se melhoro logo desse resfriado". Horas depois, abro meu Facebook e lá está  um post de uma amiga  dizendo que hoje é dia de São José, que por sinal foi uma das encarnações do Mestre Saint Germain, Mestre Ascensionad que facilitou ( e ainda o faz) a divulgação e vinda da Chama Violeta para a Humanidade! 

Deuses, isso não é uma simples coincidência! Foi um grande toque da Espiritualidade, um lembrete daqueles! 
Pode parecer improvável, mas quando você passa a morar fora do país, com o tempo, se desliga completamente deste contexto cultural brasileiro em termos de datas comemorativas! É a mais pura verdade, porque  não faz mais parte do meu calendário certas datas como Semana Santa, alguns dias de Santos, aqui o calendário é outro, existem outras comemoração, não necessariamente santorais, e com o tempo nos apegamos à realidade holandesa, querendo ou não. Portanto, não tinha nem me dado conta que hoje era o dia de São José, que aliás tenho plena consciência que é um santo bastante querido e comemorado no Brasil,  principalmente na minha cidade natal, Manaus. Lá, uma grande missa sempre foi  celebrada, e  pelo fato de nesses últimos anos a  afluência  de fiéis ter crescido bastante ( acho que São José tem trabalhado bastante e dando conta do recado rsrrs)  - gente agradecendo graças, gente pedindo, pagando promessas -  a igreja passou a não comportar, e por isso, a grande de celebração passou a ser  realizada no sambódromo da cidade!

Mas voltando a Amsterdam, não perdi tempo, me senti instigada a fazer duas velas violetas de cera de abelha para comemorar o dia de hoje, e acima de tudo, para agradecer ao mestre por sua presença amorosa em minha vida:  uma dedicada à Saint Germain e a outra dedicada à Lady Pórtia, seu complemento Divinoe também Guardiã da Chama Violeta, que nesses últimos tempos vem me acompanhando  e efetuando grandes iniciações em minha existência. Para Ele, uma vela quadrada com Manjericão, flor de Violeta e Alfazema, e para pontecializar, algumas pedrinhas de Sal Grosso que tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta, isto é, é capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos, comprovado cientificamente! 
E para Ela, uma mini vela com óleo essencial de Alfazema.




Há mais ou menos uns dez anos, Mestre Saint Germain foi aquele que praticamente me introduziu ao conhecimento e ensinamentos da Grande Fraternidade Branca, colocando-me diante de pessoas, situações, livros que me ajudaram a entrar em contato e estabelecer um vínculo de Amor com estes "facilitadores divinos" e acima de tudo, com o meu Eu Superior. 
O Bem- Amado Mestre Saint Germain, na qualidade  de Senhor da Liberdade para a Terra,  se interessa pela a Humanidade, sua maior missão é libertar nosso planeta e seus habitantes, e isso será realizado pelo emprego do Fogo Violeta, por indivíduos ou grupos dispostos a dissolver as criações humanas pervesas e deformadas, que encobriram a luz de grande parte da Humanidade.

Eu vos Amo, Saint Germain;
Eu Amo Vossa Chama Violeta;
Eu Amo Vosso Sagrado Nome,
Bem-Amado Saint Germain.


Eu Sou O Que Eu Sou.





Nenhum comentário:

Postar um comentário