quinta-feira, 13 de setembro de 2012

A Lenda da Aster, uma flor do Outono

 No mês de Setembro, o Outono começa a despontar, mas uma linda flor alegra ainda nossos jardins: é  a Aster.
 As Asters são antigas flores do campo da família das Margaridas, e seu nome botânico  aster significa estrela em  latin e em grego. Estas flores eram sagradas e consagradas a vários deuses romanos e gregos. Na linguagem das flores, a Asters é símbolo de amor, lealdade, sabedoria, luz e poder. Para os chineses, ela é símbolo de fidelidade.

Existem várias lendas associadas à Aster  entre gregos, romanos e até mesmo entre os Índios Cherokee na América do Norte. Conta-se que duas tribos guerreiras disputavam uma área de caça e que no decorrer da disputa, numa das comunidades todos os habitantes foram mortos, mas  duas irmãs  bastante jovens conseguiram escapar, porque estavam um bosque no momento. Uma das meninas estava vestida em amarelo bem vivo, e a outra, vestia um vestido azul-lavanda com franjas.

Ao verem o que tinha acontecido com sua comunidade, fugiram aterrorizadas  em direção a uma montanha em busca  da Dama das Plantas, uma bruxa conhecida por ter recebido dos deuses o dom de fazer poções mágicas à base de ervas. 

Quando as duas irmãs chegaram à morada da dita Dama, estavam tão cansadas que adormeceram sobre o chão verdejante. Enquanto dormiam sob o brilho das estrela, a Dama se pôs a interrogar o fututo e logo viu que os guerreiros buscavam pelas duas meninas. Então, ela  imediatamente lhes banhou com poções  mágicas e cobriu-as com folhas. No dia seguinte, a Dama ficou à par do acontecido: as duas meninas  se transformaram em duas belas flores que floresciam no mesmo lugar aonde haviam adormecido. Uma parecia a uma pequena estrela azul-lavanda, era a Aster. A outra flor era  a Solidago.




Paz e Luz!










Nenhum comentário:

Postar um comentário