segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Invocando os Elementais

No esquema da vida, todas as criaturas possuem um papel a desempenhar. E os espíritos da Natureza, conhecidos na tradição esotérica como Elementais, têm a função  de dirigir as forças da natureza em seus quatro elemento: Fogo, Ar, Terra e Água. Portanto, hoje é uma data especial, um dia festivo para o mundo Elemental: celebramos a Colheita do Reino Elemental em Shambala, aonde estes ajudantes invisíveis, fadas, silfos, duendes, gnomos e salamandras,  se rendem a Shambala, sede da Hierarquia Espitual do planeta, para receber de volta e multiplicado os frutos do seu  trabalho de purificação dos quatro elementos da Natureza.




Sabemos que existe no Universo quatro elementos básicos: Água, Terra, Fogo e Ar, mas poucos tem conhecimento de que existe ainda o quinto elemento, o Éter. Portanto, toda a criação é composta de uma combinação destes cinco elementos. E cada elemento possui uma multitude de seres ao seu serviço: os Elementais.
 Para manter uma vegetação exuberante é necessária a ação dos Elementais.

Os Gnomos, por exemplo, se ocupam unicamente do aspecto terra, elemento este que encontramos em quase todas as coisas, assim como os demais. Nós mesmos somos compostos de 39% de água, 31% de fogo, 29% de ar e 1% de terra.

Seres Elementais são trabalhadores valentes que evoluem como nós, contudo, eles não se preocupam com questões existenciais, e necessitam da coordenação de um Deva para a realização de suas obras. Mas o que é um Deva? Podemos compará-lo a um tipo de diretor ou um imediato de um Mestre Maior. À este momento, os Devas e os elementais não estão se entendendo de uma forma harmoniosa, por que!? Graça a nós, seres humanos, pois os elementais  são seres facilmente influenciáveis pelos nossos pensamentos e sentimentos.
Há muito tempo atrás, como descrevem as lendas, vivíamos em contato com eles, que eram felizes em nos servir. Mas de um momento a outro, nossas intenções não eram as das mais dignas e puras, e começamos a abusar de sua doçilidade para atender somente aos nossos interesses. Nossa intervenção provocou uma espécie de ruptura com os Devas. Isto transformou profundamente os elementais, alguns até se tornaram desconfiados, violentos, nada sociavéis. Mas, para a nossa felicidade, uma grande maioria  são seres felizes, simples, cheios  de amor...

E as Fadas? Bem, as Fadas são seres particulares,  foram criadas pelas Virgens Negras especialmente para auxiliar os elementais de todo o Planeta e os seres humanos a reencontrar a Luz. Logo, existem fadas para todos os elementos.
Enfim, todos estes Seres maravilhosos e Divinos possuem uma sabedoria que é de grande utilidade para todos nós, o conhecimento de toda a  Natureza que está ao nosso alcance se acaso tivermos humildade, paciência e amor necessário para contactá-los.
Invoque -os, assim como os Devas também!

Sob a dominação de anjo-príncipe embaixador Sandalphon, responsável pela estrutura material de nossos diferentes corpos e representante do príncipe Metatron na Terra, os Elementais podem interceder por nós. Os Silfos podem nos ajudar no restabelecimento  de nossa saúde. Na medicina cósmica, todas as doenças têm a mesma causa: a  diminuição da intensidade vibratória dos átomos que compõe os diferentes elementos dos orgãos de nosso corpo. O pensamento positivo, a vontade manifestada e a palavra através de invocações, apelos, afirmações constituem nosso arsenal de ponta no combate contra a fraqueza física e mesmo psicológica. A homeopatia é um método medicinal recomendado pelos anjos superiores.

Para se obter a força, amor ou riqueza, nos dirigimos, respectivamente, às Salamandras, Ondinas e Gnomos.






Invocação às Salamandras



Esta invocação deve ser pronunciada pela manhã, durante as duas primeiras horas de luz solar, sentado em direção ao Leste, e tão logo se obtêm a força, a coragem, o vigor e a coragem.


Eu vos saúdo, vós Salamandras
Que constituem a trama material do Elemento Fogo 
Vós que com vosso trabalho, fornece o poder e o resultado à Vontade
Eu vos peço de alimentar sem cessar meu Fogo interior 
Para que possa eu cumprir sem fraqueza 
A sublime tarefa de construir o novo Universo em formação.
Mestres do brilhante  domínio do Fogo,
de todo o meu ser vos envio minha eterna saudação fraterna
ao seio desta nova jornada que começa.
Que assim seja.





Invocação aos Silfos
 



Esta invocação deve ser pronunciada ao pôr do Sol, sentado de frente para o Oeste. Para alcançar a cura total, holística: física, mental, emocional e vibratória, afinando nosso discernimento, nos proporcionando clareza e positividade, nos conduzindo ao êxito em todos os planos.


Eu vos saúdo Silfos,
Vós que dais um corpo tangível ao Ar e ao Vento
E que percorreis constantemente, 
trazendo mensagens à toda Terra.
Sob os vossos cuidados, deposito meu pensamento positivo,
pleno de amor por tudo o que existe.
A vós é incumbida a missão de levá-lo 
aos quatro cantos do mundo,
assim como colocá-lo aonde encontrais um espaço acolhedor para lá se interiorizar.
Ao mesmo tempo que vós levais minhas idéias,
Trazeis os pensamentos dos Senhores do Alto
a fim de que os meus possam refletir a Sua imagem
e que eu possa me curar e curar os meus irmãos.
Organizais os átomos de meu corpo 
de uma maneira perfeita,
para que as correntes vitais possam 
circular sem empecilhos.
Recebam minhas fraternas saudações  
que eu lanço à vós, ao Vento.
Que assim seja!



Invocação às  Ondinas

Esta invocação deve ser recitada entre meio-dia e duas horas da tarde. Devemos nos sentar em direção ao Norte. Para se obter amor, alegria e toda a força positiva que se  emana das Águas. 






Eu vos saúdo Ondinas, vós que constituem o Elemento Água.
Conserveis a pureza de nossas água interiores 
e das fontes e  córregos 
que nos fornecem  por vosso trabalho 
este elemento tão precioso, a Água!
Que possam vós, Ondinas,
guardar o frescor paradisíaco de nossas florestas
assim como também o pleno poder criador 
e fecundo de nossas plantas.
De todo meu ser, de todo o meu sangue,
Eu vou saúdo amorosa e fraternalmente.
Que assim seja.





Invocação aos Gnomos


Esta invocação deve ser feita à noite, antes de dormir, sentado ou deitado, o corpo voltado para  o Sul. Graças à ação dos Gnomos  podemos nos beneficiar da riqueza e da abundância material, que se deve empregar para amenizar o estado de precariedade do ser.


Eu vos saúdo Gnomos, meus bem-amados  espíritos da Terra.
Gnomos, meus queridos  e afetuosos irmãos, 
ajudem-me a sanar nosso planeta Terra tão poluído.
Ajudem-me, meus irmãos!
Vós que trabalhais nas profundezas das rochas e 
possuís o segredo dos tesouros que nossa Mãe - Terra 
esconde em suas entranhas, recebeis minha fraterna afeição.
Quero eu também poder vos ajudar, 
para que através de mim possais se voltar 
para o mundo Divino da Luz
e em contrapartida, quero que vós me conduzais aos tesouros
que só vós conheceis.
Dispondes em torno de mim a matéria a fim de lhe torná-la favorável
e afasteis  todo o elemento inútil.
Espíritos da Terra, recebeis meu  pensamento cheio de amor!
Que assim seja!





"Neste dia de hoje, e sempre, poderíamos fazer uma série  de apelos, decretos e também invocar a Chama Violeta em prol dos elementais  que dão sustentação à própria fundação de nossa existência e até mesmo dos nossos quatro corpos inferiores.
(..)Estes elementais chegaram ao ponto em que no seu trabalho de purificação, dificilmente conseguem dar um passo a mais pela causa da poluição e da maré crescente da desumanidade do homem, da quebra da cadeia alimentar e do clima.
(...) Os elementais não encontram dificuldade apenas no trabalho de limpeza da bagunça que a humanidade aprontou na Terra, eles também estão vergados pela tristeza - a tristeza inerente ao conhecimento do que pode sobrevir prontamente à Terra por meio de Cataclismos e através de outras manifestações.

Os seres da natureza, amados, são servos de Deus e dos filhos e filhas de Deus no sentido mais elevado da palavra. Este serviço à vida e ao corpo terrestre é a sua própria razão de ser. Eles adotam a alegria e um sentimento de orgulho no cumprimento de suas responsabilidades.
(...) a variedade dos elementais é tão grande quanto a variedade de pessoas na Terra. E eles têm  uma grande tarefa quando ocorre uma epidemia de fome, cataclismo e guerra, pois eles ajudam aos anjosa lidar com o que resta daqueles que passaram pela transição. Os elementais do fogo, se regozijam em libertar a luz no Templo dos que são as crianças dos homens que passam da tela da vida. Existe todo um contingente de salamandras cuja tarefa é velar pelas pessoas que passam pela transição usando a chama para desmagnetizá-las dos fardos da terra, para dissociar os átomos e eletróns e enviar a luz de volta ao nível do Santo Cristo Pessoal.
Da mesma forma, as sílfides e as ondinas atuam em muitas aptidões relacionadas com as atividades básicas da vida."

Vamos refletir sobre isto!



Paz e Luz!








Nenhum comentário:

Postar um comentário