Pesquisar

Carregando...

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Lua Nova, um novo ciclo...



Esta tiragem  tem como o objetivo esclarecer as situações, os desafios e as energias presentes no  decorrer do ciclo Lunar, se focalizando sobre aquilo que nasce, cresce e se manifesta no ciclo.

1. Lua Nova: aquilo que nasce no novo ciclo (situações, energias;
2. Lua Crescente:o modo como o ciclo evolui;
3. Lua Cheia: o modo como o ciclo se manifesta;
4. Lua Minguante: o que a situação influencia;
5. A próxima Lua Nova: o resultado e o início de um novo ciclo.

O ideal seria de realizá-la no primeiro dia da Lua Nova, mas em realidade ela pode ser realizada a todo momento!

Fique na Luz da Deusa!

Fonte: BKL The Book of Shadows Tarot








segunda-feira, 1 de junho de 2015

Recado da Deusa - 31.05 a 07.06.



                                         Fonte image: Goddess Guidance Oracle Cards

A Deusa se apresenta na face da deusa Irene ( Eeireen) para os gregos e Pax para os romanos. 
Eis a Sua mensagem para esta semana: 

"Mesmo que tudo possa parecer caótico, Eu lhes asseguro que um Plano Superior está em ação.
Um Poder amoroso está impulsionando e apoiando vocês completamente. Relaxem nos braços do Amor Divino e tomem um fôlego de todas as preocupações, inquietações. Direcione o seu foco para aquilo que lhes dá prazer e apreciem cada Benção em sua vida. Sua gratidão atrairá mais e mais Bençãos!"

Então, para esta semana que se inicia ( e para sempre?), que tal entregar seus problemas e preocupações ao Universo, orar e meditar, realizar atividades que estimule a paz interior como Yoga, um banho bem demorado com Sais de Banho, fazer aquela "siesta", ouvir músicas... e brincar! *

Como podemos ver em sua imagem, a deusa Pax é também uma Senhora da Abundância, porque onde há paz , há abundância!
Em momentos de grande agitação, irritação ou grande preocupação, experimente relaxar e colocar a mão direita sobre o peito e diga em voz alta e forte: PAZ, PAZ, PAZ... De tal maneira que você sinta vibrar dentro de seu ser, em suas entranhas. Isso é um comando dado para a sua Inteligência Corporal, e verá como tudo se acalma em seu ser e ao seu redor.



Está em conflito com o ser amado? Quer fazer as pazes com alguém? Aproveite então esta  segunda-feira, 02, vésperas de Lua Cheia para realizar este ritual ensinado pela Vovó Maria do Amor: 

Sobre um pano branco riscar um círculo de carvão, colocando no centro um ramo de sete rosas, cor-de-rosa pálido, amarradas com uma fita branca. Tendo o cuidado de, antes, escrever na fita o seu nome e o da pessoa com a qual deseja fazer as pazes.

Amarrar duas velas brancas com fita da mesma cor e acendê-las ao lado de um copo com água. Tudo isto no centro do círculo, num dia de Lua Cheia, segunda ou sexta-feira. Deve ser realizado em um lugar aberto e reze a Oração da Paz.



Oração da Paz

Senhor, sei que existe uma paz infinita em teu doce coração.
Senhor, sei que o equilíbrio de todo o Universo reside na força de teu imenso amor.
Senhor, tu és em mim, assim como o Universo está em vós.
Eu sou a paz e ................. ( nome da pessoa) é a paz em mim.
Eu e ......( nome da pessoa) somos um só pensamento de amor e paz.
Residindo no vosso imenso poder e misericórdia universal.
Que seja feito para nós dois pela vossa bondade...
Todo o equilíbrio do mar...
Todo o poder das matas...
Toda a força do Sol...
Toda a justiça da pedreira...
Toda a doçura das cachoeiras...
Quebrando descrença
E desfazendo desavença
Cortando desunião
Seja feito para nós dois, amor, paz e consolação
Na alegria de São Cosme e Damião
Salve as Almas Santas e Benditas
As Almas do santas cruzeiro
Colhendo das rosas as mais bonitas
Salve Vovó Maria do Amor
Salve o seu ponto e o perfume da flor
Salve a paz e a Luz do Messias
Iluminando e coroando as Magias
De paz e de amor
Salve Nosso Senhor.


Que assim seja e assim o é! 




                                     Haja Paz! Haja Luz!

  * Fonte: Goddess Guidance Oracle Cards
     Tradução e adaptação livre: Socorro van Aerts.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

A Infância do Ano



- Primavera.
- Elemento Fogo.
- Astrologia: Peixes / Câncer.

No centro da imagem temos um círculo céltico rodeado de quatro figuras infantis unidas pelas mãos e pelos longos cabelos, formando assim a cruz diagonal de  da runa Gyfu. Em cima e em baixo, podemos ver ondas simbolizando  os dois signos da Água, Câncer e Peixes.

No decorrer desta quarta semana de fevereiro, o Sol entra no signo de Peixes que se combina com Câncer, o quarto signo. Nesta época do ano, as pequenas criaturas em sua tenra idade começam a brincar, fazer cambalhotas, exprimindo assim a descoberta do movimento e da consciência de si.
Tanto Peixes como Câncer são dois signos  de Água muito sensíveis às necessidades emocionais.
Por  natureza, Peixes tem a capacidade de compreender as esperanças e os medos de uma maneira quase clarividente!  E a natureza de Câncer é tipicamente aquela de uma mãe  atenciosa, sensível e devotada. Portanto, o ano ainda em sua infância, cresce e precisa de atenção e de proteção. É um período aonde as responsabilidades e as preocupações familiares estão muitas vezes no primeiro plano.



Momento propício para se livrar das inibições e ser mais espontâneo! Com o Sol em Peixes, se faz necessário apelar para as faculdades imaginativas e se harmonizar  com as emoções de pessoas mais jovens  e menos experientes.

E ainda dá tempo para a famosa limpeza da Primavera, aquela DETOX! E aí faço minhas as palavras de Ruth Manus:

"E pra fazer detox na vida é preciso coragem. Coragem para mudar, para arriscar, para romper, para fechar ciclos que há muito tempo deveriam ter terminado. O ano oficialmente começou e a pergunta é: vai ter só suco verde ou vai ter detox na vida?"


Que tenhamos uma semana repleta de espontainedade e  coragem de uma criança! 





sábado, 13 de dezembro de 2014

Santa Luzia e a Luz Sagrada





Desde que me entendo por gente, sei que a data de hoje é muito importante para a minha mãe, pois ela "tira" a novena de Santa Luzia, uma prática religiosa herdada já de minha avó. Sempre foi um dia festivo ( e aindo o é) para todos: toda a família se encontrava, minha avó ( quando em vida), tias, tios, primos e primas vinham para a nossa casa para rezar o terço,  cantar hinos em honra a Santa Luzia, e após a novena degustar  bolos com Nescau e demais iguarias.

No entanto,  somente após deixar o Brasil  e passar a morar no norte da Europa que fiquei ciente da verdadeira origem da festividade desta data e do seu valor simbólico.  
Vejamos bem, em nenhum momento estou me desfazendo  ou desrespeitando a imagem  e a veneração que tantas pessoas tem por Santa Luzia, que na verdade se chamava Lúcia (± 283 - † 304),  e segundo a Igreja Católica, era uma jovem virgem de Siracusa nascida numa família rica que por se recusar a abandonar a fé cristã, morreu durante as perseguições do imperador Diocleciano. 

Santa Luzia é considerada a Santa da Visão, a padroeira dos oftalmologistas e aqueles que têm problemas  de visão recorrem a ela, pois se conta que um soldado, a mando do imperador,  arrancou-lhe os olhos de sua face e entregou a Luzia em um prato. No entanto, ao entregar o prato, no mesmo instante  nasceram dois lindos olhos, sãos e perfeitos, mais lindos que os foram arrancados. 
Para outros isso se deve  ao próprio nome de Lúcia
derivado do termo "luz" ( lux em latin) , elemento indissociável não só ao sentido da vista, mas também à faculdade espiritual de captar a realidade sobrenatural.
Por este motivo Dante Alighieri, na Divina Comédia, atribui a Santa Lúcia ou Luzia a função de graça iluminadora.


Convém lembrar que na antiguidade cristã, que junto com Santa Cecília, Santa Águeda e Santa Inês, a veneração a Santa Luzia era as das mais populares chegando a ter vinte templos em Roma dedicados ao seu culto! Daí podemos imaginar a estrutura energética, ou aquilo que também podemos dá o nome de Egrégora criada a partir dessa Fé, provocando tantos milagres de Cura! Até mesmo a lenda conta que ainda em vida, Lucia  foi capaz de curar sua própria mãe que há anos sofria de uma hemorragia, fato este que fortificou ainda mais sua Fé no Cristo!

  

Mas em verdade, esta data tem origem nos cultos pagãos das regiões nórdicas da Europa. É na Suécia que se conservou sua identidade mais fiel às tradições pré-cristãs, principalmente na região de Västergötland. Daqui, no século xx, se espalhou para a Escandinávia, algumas regiões da Alemanha, Itália e Alsácia.

O simbolismo da luz sagrada se encontra não somente no próprio nome de Lúcia ( lux em latin, mas também em um elemento capital desta festa: a moça vestida de branco tendo uma coroa decorada de velas, demonstrando que o ponto principal de toda essa simbologia é a Luz! Frente as forças obscuras das longas noites de invernos, resta a esperança de seu retorno após o Solstício de Inverno. Portanto, ela faz parte da tradição do Yule nórdico. 


O simbolismo da coroa de Santa Lúcia se sobrepõe a aquele da coroa do Advento: ao acender as velas, somamos nossas forças e energias  à luta das Forças Solares, aos deuses  Ases ajudando a luz a não perecer, e assim nos tornamos co- atores em um drama cósmico cíclico, um Ragnarök anual.
Na madrugada de 13 de dezembro, levando na cabeça uma coroa de velas, uma jovem vestida de branco percorre todos os cômodos da casa, acordando todo mundo, e oferecendo a cada um um xícara de café com bolinhos em forma de sol.
A cor branca de suas vestes simboliza a pureza da luz; a madrugada simboliza a promessa do renascimento da luz, após os Solstício de Inverno.

Em várias regiões da Europa de tradição nórdicas, a festa de hoje  marca o início das celebrações de Natal, terminando em 13 de janeiro, fechando  o ciclo  com  a queima da Árvore  de Natal em uma grande fogueira, um ritual de Fogo que rende homenagem à passagem de um ciclo solar a outro! Em certas regiões ligadas à figura de São Nicolau ( como aqui na Holanda, o Sintklaas), o período de Natal começa no dia 5-6 de dezembro e termina no dia 6 de janeiro.
Retornando à Santa Luzia,  portanto, é mais do que evidente que  sua festa sendo celebrada no dia 13 dezembro, doze dias antes do Natal,  vai de encontro à prática da Igreja Católica nos primeiros tempos que  não conseguindo suprimir as antigas tradições pagãs, adaptou-as ao calendário santoral católico. 

Todavia, hoje é um dia de Luz, além de ser uma data propícia para rituais de banimento, saúde e proteção, com muitas velas, é claro!

Haja Paz e Luz! 






quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Óleo "Vision Lunaire com a Força de Marte

Esta é a famosa receita do óleo "Vision Lunaire", mas com um toque inovador, fruto de uma mensagem vinda do "Outro Lado". Além das verdadeiras essências lunares, entra em sua composição o Absinto, erva marciana que  dissolve e destrói todas as larvas psíquicas, favorecendo assim uma maior receptividade  aos poderes  psíquicos e à mediunidade.

Que assim como esta Lua cresce nos céus de hoje, que cresçam e se expandam nossa sensibilidade e receptividade às visões claras, e livres sejam de todo entrave psíquico.
Que as Guardiãs dos Oráculos transmitam suas mensagens e  conselhos de Paz e Luz!